sábado, 13 de agosto de 2016

5 comportamentos perfeccionistas que empatam a vida e destroem relacionamentos

A maioria das pessoas se declaram perfeccionistas, principalmente em entrevistas de trabalho e dinâmicas de grupo.
 Mas você sabe o que o perfeccionismo realmente causa na sua vida? Alguns exageros cometidos por pessoas extremamente perfeccionistas podem causar problemas de desordem emocional, transtornos e até doenças graves.
Pessoas perfeccionistas são maltratadas por suas mentes e acabam se maltratando. A convivência com pessoas assim fica extremamente difícil em alguns casos.
Alguns transtornos desencadeados por comportamentos perfeccionistas precisam de tratamento especializado ou podem trazer consequências graves e doenças mais sérias se não forem tratados.
O excesso de cobranças a si mesmo a mania de perfeição e a preocupação em agradar os outros e ser visto como alguém bem  sucedido e perfeito também criam situações que empatam a vida, estragam relacionamentos. 
Separei alguns comportamentos que na verdade parecem sutis, porém acabam estragando relacionamentos prejudicando a vida profissional, causando doenças e transtornos comportamentais.

1- Excesso de diplomas e certificações que não são usados nunca

Você se formou, fez cursos de especialização, e mais outros cursos, mas ainda não consegue criar algo novo com todo o conhecimento que adquiriu, pois tem sempre em mente algo a aperfeiçoar. Precisa de mais e mais sempre, com isso aquele sonho de empreender vai ficando cada vez mais distante, pois cada vez que pena e começar algo, percebe que precisa de mais um curso. Você começa projetos mas não conclui.
Ficar em um trabalho que te trás segurança e estabilidade é uma atitude positiva e sensata, mas se sua alma grita por empreender em algo que é um sonho, vá aos poucos seguindo os seus desejos, coloque em prática de forma ordenada seus planos e quando se sentir seguro vá em busca do que realmente quer. Não tenha medo.


2- Compulsão por limpeza e organização em casa.
É maravilhoso entrar em uma casa limpa e organizada, mas convenhamos, nos dias de hoje onde tudo é corrido, pouco tempo sobra para o descanso, somente alguém que só se preocupa com limpeza e organização é capaz de deixar tudo impecável. Pessoas com essa compulsão, jamais conseguem descansar dentro de casa. Se um grão de poeira aparecer, logo deverá ser removido. Pessoas assim geralmente procuram limpar alguma impureza dentro de seus sentimentos. Muitas vezes o perfeccionismo por limpeza causa atritos nas famílias, pois os demais moradores da casa nunca conseguem atingir a perfeição desejada pelo dono da compulsão.
Casas de pessoas saudáveis são limpas, organizadas, mas sempre tem um sapato que não foi guardado, uma blusa pendurada na cadeira, ou umas roupas aguardando serem dobradas e passadas. Isso é normal, trabalhamos e temos muitos afazeres, nem sempre guardamos a louça depois de lavar, em dias corridos elas ficam secando no escorredor de pratos. 


3- Preocupação com a aparência e transtornos alimentares.
A busca incessante pelo corpo perfeito e pela imagem perfeita diante do espelho faz com que algumas pessoas vivam para sua própria aparência. Por isso vomitar depois de comer, ou simplesmente não comer nada por dias é uma atitude perfeitamente normal e necessária para quem busca a perfeição em sua aparência. Gastos exagerados em cosméticos e salões de beleza e a vontade de viver apenas para cuidar da própria aparência. Pessoas assim são emotivas, se abalam de mais com a opinião dos outros, e geralmente foram bastante cobrados por suas mães quando crianças, ou nem foram cobrados, mas seguem o modelo de comportamento que visa aprovação.
Claro que é maravilhoso estar bem vestido, ir ao salão e poder cuidar bem da pele e do corpo. Mas quando isso é apenas o que importa na vida, quando o perfeccionismo faz você criar dívidas maiores do que pode pagar, aí o problema está instalado.


4- Vive adiando a felicidade na vida amorosa
Nesse caso existem dois pontos extremos, ou você sufoca o parceiro, ou simplesmente não consegue encontrá-lo, pois ninguém preenche todos os quesitos da sua lista. São duas situações que ocorrem com mais frequência.
 Caso 1 
Pra você se é pra casar tem que ser tudo certinho. Não podem haver dívidas, tem que ter sua casa, tem que planejar filhos, tudo tem que ser milimetricamente preciso, pois você não admitiria nem que chovesse no dia do seu casamento, até a previsão do tempo deve ser vista na organização da sua festa, por isso você faz horas extras, tenta promoção no trabalho, e dá o máximo para que tudo saia perfeito. Muitas vezes fica magoado com o parceiro porque ele apenas trabalha e quer passar mais tempo romântico ao seu lado ao invés de ficar extremamente focado como você.
Caso 2 
Ou você pensa que ter um relacionamento tem que ficar para depois dos milhões de cursos de especialização, mestrado etc. Pois você precisa estar no topo da vida profissional e cheio de dinheiro para qualquer eventualidade. Seu companheiro deverá estar no mesmo patamar cultural e financeiro que você, ter a mesma religião, para que haja diálogo, para que a família aceite, para que seja perfeito e todos aprovem a felicidade de vocês. O romantismo seria importante nesse caso? E o sexo? Onde fica a química? Vai ter saudade e frio na barriga?
Trabalhar e querer planejar uma vida sem infortúnios é uma atitude sensata, desde que não estrague o romantismo e transforme o relacionamento em uma prisão com grades de perfeição por todos os lados. O mais importante é curtir a vida a dois, ser feliz e ter momentos prazerosos ao lado de quem amamos.
"Você até conheceu pessoas amáveis, sentiu atração e rolou química, foi bom e deixou você com um sorriso radiante no rosto. Porém, apresentar essa pessoa no seu círculo, nem pensar, pois não tem tantos diplomas quanto você, sua família não aceitaria, a religião não é a mesma, e por esse motivo você decidiu mandá-la embora da sua vida".
Tudo que ficou te dá o mesmo sentimento de felicidade e coloca no seu rosto aquele sorriso?


 5 - Vício em trabalho
Nesse caso, o perfeccionista não pode cometer nenhuma falha no trabalho, críticas e orientações do chefe para melhoria em algum ponto são vistas como agressões, e começa uma batalha sem fim pela perfeição. Não basta ser o melhor, é preciso ser aclamado também por todos para que não restem dúvidas. Essas pessoas praticamente não possuem vida pessoal, destroem relacionamentos amorosos e familiares e em alguns casos preferem viver sozinhos.
O estresse e a solidão são grandes companheiros de pessoas assim, não conseguem sair do clima de competição nem nos relacionamentos amorosos.

O ser humano é fascinado pela perfeição, vive em busca do impossível e sempre acha que poderá encontrá-lo em algum lugar. Temos a mania de olhar a grama do vizinho e ver apenas que ela é mais verde, mas nos recusamos a ver as batalhas que cada um enfrenta para ter o que tem e ser o que é. Muitas vezes temos a mesma capacidade das pessoas que mais colocamos no pedestal, outras vezes temos até mais capacidade, porém não acreditamos que podemos atingir os mesmos resultados.
Ao invés de buscar a perfeição, devemos buscar a autoconfiança, essa sim é capaz de nos levar exatamente onde queremos ir.

Quer aprender a usar a sua autoconfiança?
Entre em contato, marque uma consulta. Sua felicidade deve ser o mais importante sempre!

Que Deus te abençoe!

Luciana Lara



banner
Previous Post
Next Post

0 comentários:

Popular Posts

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *