segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Venho de tantas tempestades que já não me abalo com qualquer trovão!

Com o tempo vamos aprendendo que nem tudo e nem todos valem nossas horas de sono. Percebemos que algumas pessoas e alguns problemas tem a função de nos cansar apenas. Algumas pessoas não estão na nossa vida para somar nem para ensinar, estão apenas para incomodar, "encher o saco mesmo". Por isso começamos a nos programar para não nos perturbarmos com pessoas e situações que sabemos que não nos acrescentarão absolutamente nada.
Percebemos que já não vale a pena entrar em discussões desnecessárias, perdemos a vontade de participar de reuniões de família onde a hipocrisia será a convidada de honra, e reclamações e críticas começam a perder a importância. Até mesmo as fofocas maldosas começam a perder o poder sobre nossas mentes.
A vida é muito mais simples se tirarmos certas complicações e pessoas tóxicas. Se não dá para agradar a todos, vamos agradar a nós mesmos. Sim a nós! Pois ninguém merece mais nossa atenção, nosso carinho, nossa preocupação do que nós mesmos.
Só nós sabemos o que passamos, nossos medos, nossas lutas diárias, nossas dores. Então não é qualquer trovão, não é qualquer crítica, não é qualquer "mimimi"... que vai nos abalar, aliás dar atenção a coisas pequenas já deixou de fazer parte da nossa rotina faz tempo.
É aí que nossa nova filosofia de vida se cria, e o pensamento principal é o seguinte:
"Se alguém estiver incomodado com as minhas gordurinhas localizadas ou o meu peso, que fique... Se alguém estiver preocupado com minha vida amorosa, que fique... Se casei, se não casei, se tenho filhos, se não quero ter filhos o problema é meu e quem não estiver satisfeito com a forma com que levo minha vida  que se exploda! Todo tipo de "mimimi" e conversinhas medíocres já não encontram mais a porta da minha vida e minha mente abertas... sorry..."
É assim que amadurecemos, deixamos de lado as convenções sociais, 
enxergamos que a chamada "normalidade" é superestimada por todos. Entendemos que não existe perfeição em ninguém e em nenhuma família, inclusive na nossa. Aprendemos que não devemos nos maltratar para satisfazer padrões que não são nossos. Começamos a ser extremamente seletivos com as pessoas que ficam ao nosso redor e o interesse principal é cuidar de nossas vidas e nossa felicidade.
Os trovões que façam quanto barulho quiserem, tempestades vem, tempestades vão, mas nós sempre permaneceremos, caindo, levantando, seguindo do jeito que der e vier.
O importante é continuarmos seguindo em frente com fé em Deus e em nós mesmos, superando, aprendendo, vencendo. Estamos aqui para evoluir, sermos felizes e fazermos a diferença.

Que Deus te abençoe sempre!

Luciana Lara
Terapeuta Holística

banner
Previous Post
Next Post

0 comentários:

Popular Posts

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *