sexta-feira, 21 de julho de 2017

Quais são os sentimentos por trás do suicídio? Como se livrar deles?

Quando a depressão aparece, ela traz consigo todos os medos e traumas de forma dolorosa com pensamentos e sensações incontroláveis.
Tudo começa com a apatia e o vazio no peito, que dão a sensação falsa de que a vida não faz sentido, ou que se sofre de alguma anomalia que causa uma sensação de deslocamento e insatisfação constante.
Na busca por um sentido, uma luz ou simplesmente algo que faça a vítima da depressão sentir-se viva e com coragem para enfrentar os pensamentos torturantes, muitos procuram as drogas e o álcool.
No momento em que a droga faz efeito pela primeira vez as sensações de coragem e prazer aparecem. Os pensamentos torturantes se afastam e tudo parece estar em paz por alguns momentos.



O problema é o dia seguinte.

As drogas e o álcool potencializam a depressão após o efeito entorpecente. Os pensamentos torturantes, os medos e os traumas ganham mais poder do que realmente possuem e a tortura mental se torna ainda mais impiedosa.
Na tentativa de calar a mente, recorre-se mais uma vez ao uso dessas substâncias e assim o vício se instala.
Pensamentos torturantes, crises constantes de pânico, apatia e ansiedade são as principais causas do suicídio.
Muitos suicidas querem apenas calar os pensamentos, procuram na morte um pouco de paz e descanso. Não querem mais se sentir impotentes, inseguros e frágeis diante de pensamentos incontroláveis que causam medo e dor.
Quem sofre com a depressão não vê a vida com bons olhos, não se satisfaz com nada e constantemente se sente incomodado vivendo em sociedade, sendo cobrado, criticado e até mesmo elogiado. 
Quando a depressão atinge o estado severo, muitas vezes elogios e palavras de motivação possuem efeito reverso, pois a vítima já não possui autoestima, e desconfia da sinceridade de quem quer ajudar. O isolamento se torna o último estágio para alguns.
Para outros, fingir que está tudo bem para não ser questionado, esconder os vícios e a dor que sentem é  a melhor opção, pois não querem se sentir um peso para ninguém e sentem vergonha por não conseguir ver nada de bom na vida. Acreditam que não existe nada que possa tirá-los da dor, da apatia e dos pensamentos torturantes.
Para sair de uma situação assim, é preciso tratar as dores da alma, aprender a controlar a mente, afastar compulsões, obsessões e obsessores.
Ter a percepção de que está doente é sempre o primeiro passo para se conseguir reverter casos assim.
Apoio e compreensão são bons, mas tratar a alma é fundamental para conseguir vencer a depressão.

Existe saída!
Quem sofre com pensamentos suicidas, não deve ficar sozinho em momentos de crises.
Ações simples podem ajudar quem sofre com torturas mentais.
Ocupações como um simples jogo de vídeo game que distraia, uma boa conversa com alguém que tenha a habilidade de ouvir sem julgamento são de muita ajuda nesses casos.
A religião adequada a personalidade também ajuda. Muitos são criados em uma religião que não se identificam e isso faz com que o sentimento de insatisfação cresça, pois a vítima não consegue sentir que Deus é bom e não vê nada de positivo, pois já possui crenças enraizadas desde a infância que não se dissolvem facilmente. Por isso muitos dizem que já tentaram de tudo e nada melhora, pois o subconsciente não aceita uma crença diferente, e entra em conflito com a alma.
Muitas famílias não entendem a depressão e não dão o apoio necessário, por isso quem não encontra a compreensão da família precisa procurar com urgência ajuda profissional.
Para quem se encontra sem fé na vida deixo aqui uma pequena oração, simples, pois são nas coisas simples que nos apegamos no início de um processo de cura.




Que Deus te abençoe sempre!

Luciana Lara
Terapeuta Holística/ Coach

banner
Previous Post
Next Post

2 comentários:

  1. Eu tive depressão profunda, suicida ..com pensamentos suicidas.Depressão é uma doença silenciosa, ninguém percebe somente você, aqueles sentimentos profundos q aparecem e reaparecem e vc n quer contar pra ninguém! Talvez guarde pra si! Nunca usei álcool ou drogas! Mas tive depressão, n sei como ela surgiu! Geralmente, as pessoas tem tendência para a depressão! Eu não! Tomei muitos medicamentos para me matar, chegando ao fundo do poço! Quando percebi que tinha que haver algo para parar aqueles pensamentos perturbadores, decidi me internar contra minha família! A vontade de superar, viver tem que ser maior ! O vazio que vc se sente é algo mensurável! Vc tem tudo família, amigos, trabalho, estudos mas nada basta! Só qdo decides procurar ajuda profissional!Tomei alguns antidepressivos por algum tempo.Mas o psiquiatra tirou o.medicamentos e percebeu que com a fala iria me ajudar! Depressão tem cura! Mas a força de vontade vence-lá tem que ser mais q tudo! Depende só de vc querer! Falam muito n tem Deus no coração, minha família sempre foi católica, vivia na igreja !Sempre tive Deus no meu coração e fé! Hoje, vejo jovens se matando por causa da depressão, os pensamentos que temos são perturbadores demais ... resultam levando ao suicídio! Mas se eu me curei, foi por mim mesma! Eu queria me ver saindo do.fundo do poço e n decaindo mais! Amo viver, amo a vida .. Isto é tudo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns, que Deus continue te abençoando, gratidão por compartilhar sua história!

      Excluir

Popular Posts

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *